Sexta, 12 April 2019 09:19

Procissão de Ramos acontece neste domingo (14) Destaque

Escrito por
Avalie este item
(3 votos)

ramosMais de 10 mil fiéis são esperados na 33ª edição da Caminhada da Fé até Silvânia

 

 

Acontece no próximo domingo (14), a tradicional Caminhada da Fé (Procissão de Ramos), que é realizada há 33 anos por iniciativa do padre José Luiz Ferrari e, desde 2009, a tradição segue com Comunidade Católica de Matão. Neste ano, o evento contará com a presença do Dom Eduardo Malaspina, bispo auxiliar da Diocese de São Carlos. A procissão, que tem início às 5h30 da manhã, deverá ter a participação de mais de 10 mil fiéis de Matão e região, e o ponto de encontro será a paróquia Santa Cruz, na Rua Sinharinha Frota, Jardim Buscardi. De lá, os fiéis seguem até o bairro de Silvânia, onde acontece a missa campal no estádio municipal ‘José Luiz Vicente’. Durante o trajeto de aproximadamente 10 quilômetros, ocorre a benção de Ramos, no viaduto localizado no cruzamento da Via Engenheiro Milcíades Bottura com a Rodovia Faria Lima.

A Prefeitura de Matão auxilia na Procissão de Ramos disponibilizando sanitários químicos, água aos participantes, três ambulâncias, brigada de incêndio e 25 guardas municipais, além de equipar o estádio de Silvânia com estruturas de palco e som. Também participam desta procissão as Secretarias de Serviços Municipais e de Esportes, Lazer, Turismo e Juventude. O Departamento de Trânsito ainda realiza a interdição do trecho da caminhada das 5h às 13h, organizando mudanças no trânsito durante o evento para garantir a comodidade e segurança dos participantes, assim como agentes de trânsito fazendo a interdição durante o trajeto.

O Domingo de Ramos, que também pode ser chamado de “Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor”, abre por excelência a Semana Santa, relembrando acontecimentos da vida de Jesus que se entregou ao Senhor para salvar os cristãos da escravidão do pecado e da morte. A Procissão é uma tradição puramente católica e atrai centenas de fiéis todos os anos. Trata-se da crença nos eventos da paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, com vitória da vida sobre a morte e do bem sobre o mal. Naquela época, a comunidade aclamava com muita alegria e esperança, pois esperavam a liberação política, econômica e religiosa, que eram impostas pelos donos da lei com rigores absurdos e excessivos.

Na celebração, ocorre a proclamação de dois evangelhos, o primeiro narra a entrada festiva de Jesus em Jerusalém aclamado pelo povo, depois, o evangelho da Paixão, sobre o julgamento de Cristo, com testemunhas compradas e com o firme propósito de condená-lo à morte na cruz. A história religiosa mostra que a data é conhecida pelo povo que cortava ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para cobrir o chão onde Jesus passava montado em um jumento. A trama começa devido a inveja, desconfiança e medo de perder o poder dos sacerdotes e mestres da época.

Com folhas de palmeiras nas mãos, o povo aclamava ‘Rei dos Judeus’, ‘Hosana ao Filho de Davi’, ‘Salve o Messias’ e, assim, Jesus entrou triunfante em Jerusalém e, por isso, foi condenado a morte na cruz.

 

ramos

 

portal de notícias hora1
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Informações adicionais

  • Aviso: © Copyright 2016 - Portal de Notícias Hora1 (Portal Process). Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação falado ou televisivo, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do proprietário dos direitos de conteúdo.
Lido 301 vezes Última modificação em Sexta, 12 April 2019 09:36

Deixe um comentário

Comente à vontade, apenas ressaltamos que nosso Portal Hora1 (Process) não aceita ofensas gratuitas, palavrões e expressões que possam configurar crime, ou seja, comentários que ataquem a honra, a moral ou imputem crimes sem comprovação a quem quer que seja. Seu comentário será aprovado em até 12 horas a partir da postagem.