Segunda, 04 December 2017 16:49

Pedreiro atinge esposa com tijolada na cabeça Destaque

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Capa violenciadomesticanaoEle disse que a discução foi por “motivo fútil, que não vai fazer mais isso e vai embora da residência”. Ambos foram para o Pronto Socorro e a mulher tinha um ferimento na cabeça.

 

Segundo consta em Boletim de Ocorrência, a PM foi chamada para mais um caso de Violência contra a mulher na cidade de Matão. Desta vez foi no Portal Terra da Saudade.
A vítima, uma trabalhadora rural de 30 anos, moradora do Portal Terra da Saudade, declarou que estava numa festa com o marido, momento em que começaram a discutir. O marido a teria golpeado sua cabeça com um tijolo. Logo após, teria entrado na residência do casal, mas trancado a porta deixando a esposa para fora.
A PM foi chamada e conseguiu que o agressor abrisse a porta.
Em sua versão, o pedreiro de 37 anos, confirmou a discussão e que teria se apoderado de um tijolo e dado “uma tijolada na cabeça dela”. O agressor disse, ainda, que o incidente foi “por motivo fútil, que não vai fazer mais isso e vai embora da residência”.

O casal foi encaminhado ao Pronto Socorro e depois para o Plantão Policial, onde a Delegada Dra. Maria Imaculada Silva Ricoldi determinou a elaboração do BO por Lesão Corporal e o agressor deverá responder em liberdade.
Ninguém foi preso.

 

Fonte de Informações: Boletim de Ocorrência – Polícia Militar

 

 

Autor da Matéria:
Fábio Pereira
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Informações adicionais

  • Aviso: © Copyright 2016 - Portal de Notícias Hora1 (Portal Process). Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação falado ou televisivo, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do proprietário dos direitos de conteúdo.
Lido 609 vezes Última modificação em Segunda, 04 December 2017 16:53

Deixe um comentário

Comente à vontade, apenas ressaltamos que nosso Portal Hora1 (Process) não aceita ofensas gratuitas, palavrões e expressões que possam configurar crime, ou seja, comentários que ataquem a honra, a moral ou imputem crimes sem comprovação a quem quer que seja. Seu comentário será aprovado em até 12 horas a partir da postagem.